O servidor do TCE-PE Pedro Coelho Teixeira esteve em João Pessoa, na última segunda-feira (30), onde participou da cerimônia de lançamento do programa de sustentabilidade do Tribunal de Contas da Paraíba para apresentar a experiência e as ações referentes a esse tema desenvolvidas pelo Tribunal pernambucano.

Em sua explanação, o servidor detalhou o trabalho realizado no TCE-PE, que adota ações internas, envolvendo os servidores da Casa e externa através do diagnóstico e o monitoramento dos resíduos sólidos em Pernambuco. Anualmente é divulgado o diagnóstico dos resíduos sólidos que consolida as informações fornecidas pela Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH e dados das inspeções realizadas pelo corpo técnico do Tribunal. Os resultados da situação da destinação final do lixo permitem identificar os municípios que o depositam em aterros sanitários, em aterros controlados e aqueles que ainda utilizam lixões.

O palestrante falou das medidas internas de incentivo à prática de atividades físicas, através da ginástica laboral, e da utilização de bicicletas como meio de transporte, além da instalação de secadores automáticos de mãos, da substituição de copos descartáveis e da implantação do Plano de Gestão de Resíduos Sólidos do próprio Tribunal.

De acordo com Vilma Mendonça Azevedo, coordenadora da Comissão de Sustentabilidade do TCE-PE, a expertise do Tribunal contribuiu para a implantação do programa lançado pelo Tribunal de Contas paraibano, denominado Todos por Um. Ela lembrou que a preocupação do órgão com questões ambientais é antiga, e teve sua mola propulsora em 2012, durante a gestão da conselheira Teresa Duere, que atuou para promover a  implantação de aterros sanitários junto aos municípios. “A partir daí, o Tribunal vem trabalhando para aperfeiçoar o disciplinamento dos aterros e o gerenciamento dos resíduos sólidos”, comentou.

CAMPANHA - A servidora destacou a campanha Servir com Amor, lançada em 2014, que envolveu diversas temáticas de sustentabilidade, a exemplo do consumo racional de água e a economia de energia elétrica. Para diminuir o uso de copos descartáveis, o TCE lançou mão de outra estratégia: a adoção de canecas com o nome dos servidores. A iniciativa foi bem acolhida e entrará em sua segunda fase nos próximos meses.
 

Desde 2014, o Tribunal tem parceira com outras instituições do Estado com o propósito de desenvolver ações compartilhadas na área de responsabilidade socioambiental. Para isso, foi criado o "Ecos de Pernambuco", organizado conjuntamente pelo Tribunal Regional do Trabalho da 6a. Região (TRT6), o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o Tribunal Regional Federal da 5a. Região (TRF5), a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), o Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-PE) e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Gerência de Jornalismo (GEJO), 01/02/2017