A cidade de Rio Formoso, localizada na Zona da Mata Meridional, recebeu na última semana a oficina sobre Gestão do Patrimônio Cultural e de Obras de Restauro, realizada pelo TCE em parceria com a Escola de Contas. Os encontros aconteceram nos dias 30 e 31.

O objetivo da oficina é orientar gestores e técnicos dos órgãos e secretarias municipais sobre os procedimentos e cuidados a serem adotados na definição e execução das políticas de preservação do patrimônio histórico cultural.

As primeiras capacitações ocorreram nas cidades de PaudalhoBrejo da Madre de Deus e Goiana e reuniram representantes de órgãos públicos, entre prefeitos, vereadores, controladores e secretários municipais, diretores das pastas de Educação, Planejamento, Obras, Infraestrutura, Cultura e Turismo.

Na ocasião, os servidores Odilo Brandão e Eduardo França, da Gerência de Auditorias Temáticas, Estudos e Desenvolvimento do TCE, abordaram questões relacionadas à gestão da preservação cultural (políticas urbanas, sistema de cultura, educação patrimonial e afirmativa, dentre outras) e as intervenções em bens afetados por proteção legal (obras de restauro, revitalizações, planos de manutenção e de uso). “Houve uma grande adesão e percebemos que os gestores saem com outro olhar em relação ao patrimônio cultural após a Oficina”, comentou Eduardo França.

Odilo Brandão também enfatiza o sucesso das oficinas junto ao público. “Em geral os participantes passam a perceber oportunidades de preservação, vendo a cidade de uma forma diferente”, disse. Ele também destaca que as oficinas servem para organizar ideias relativas à cultura. “Muitos chegam com várias ideias, porém desconectadas, sem saber como aplicá-las. A Oficina aponta caminhos no sentido da organização e otimização dessas ideias”.

Na programação está incluído um módulo prático que consiste em uma visita técnica ao núcleo histórico da cidade, visando relacionar as discussões teóricas com ocorrências práticas.

A próxima oficina será na cidade de Igarassu, nos próximos dias 13 e 14, em seguida acontecerá em Pesqueira, Triunfo e Petrolina.

Os participantes da Oficina receberão exemplares do livro Auditoria Cultural – Intervenções em Bens Culturais Afetados por Proteção Legal, lançado pelo TCE-PE, de modo a compor o acervo bibliográfico de cada município.

Gerência de Jornalismo (GEJO), 06/09/2017