O procurador geral do Ministério Público de Contas, Cristiano da Paixão Pimentel, recebeu na noite desta quarta-feira (25) o título de “Cidadão Pernambucano”, conferido pela Assembleia Legislativa, a partir de projeto de autoria do deputado Rodrigo Novaes (PSD).

A solenidade foi presidida pelo deputado Guilherme Uchoa (PDT) e contou com a participação de várias autoridades, entre elas o Controlador Geral do Estado, Rui Bezerra, representando o governador Paulo Câmara, o presidente da OAB-PE, Ronnie Duarte, o Defensor Público Geral, Manoel Jerônimo Neto e a Subprocuradora Geral de Justiça, Lúcia de Assis, representando o Procurador Geral Francisco Dirceu Barros.

Do Tribunal de Contas compareceram os conselheiros Marcos Loreto (presidente em exercício), Dirceu Rodolfo e Ranilson Ramos, além de conselheiros substitutos, procuradores, auditores e dirigentes de vários departamentos.

SAUDAÇÃO - Ao saudar o homenageado, Guilherme Uchoa fez breve resumo de sua biografia, enfatizando sua origem humilde, no Rio de Janeiro, filho de um eletricista e de uma dona de casa, que estudou em escola pública e após bacharelar-se em Direito em 2004 foi aprovado em diversos concursos, entre eles o do TCE. Sua posse como procurador de contas do órgão ocorreu em 2006 na gestão do então presidente Romeu da Fonte.

“É a este carioca que a Assembleia Legislativa de Pernambuco confere neste momento o título de Cidadão Pernambucano em reconhecimento ao seu trabalho contra a corrupção e em defesa da moralidade pública”, disse o presidente Uchoa.

Autor do projeto de concessão da cidadania, o deputado Rodrigo Novaes deixou claro em sua saudação ao homenageado que sempre foi “muito criterioso” na escolha de personalidades para receber aquela honraria. E que a escolha dele se deu em decorrência do trabalhado desenvolvido no TCE “em defesa do erário e do combate à corrupção”.

“Ele sabe ser firme sem deixar de ser respeitoso”, declarou o parlamentar, lembrando que Cristiano Pimentel com apenas 11 anos de Casa já exerce pela terceira vez o cargo de procurador geral, tendo sido nomeado duas vezes pelo então governador Eduardo Campos e a terceira pelo governador Paulo Câmara.

“Esta solenidade, portanto, é um agradecimento ao trabalho sério e correto que o nosso homenageado realiza à frente do Ministério Público de Contas”, acrescentou.

AGRADECIMENTO – Ao agradecer a homenagem, o procurador evocou a figura dos seus pais, que não puderam comparecer à solenidade, frisando ter sido “muito bem recebido” em Pernambuco quando aqui chegou para trabalhar, após ter sido aprovado em concurso público. Fez um agradecimento especial ao conselheiro Dirceu Rodolfo, que era o chefe da Procuradoria quando ele tomou posse, e a quem muito deve sobre o que aprendeu naquela época sobre o funcionamento do MPCO. Destacou também o apoio recebido de atuais e ex-conselheiros, entre os quais Romário Dias, atual deputado estadual, que esteve presente à solenidade.

Por fim, agradeceu aos seus familiares, “que sempre investiram nos meus estudos”, assim como aos seus professores, colegas do TCE, do Ministério Público, da Advocacia e do Poder Judiciário, ao deputado Rodrigo Novaes pela iniciativa de homenageá-lo e aos órgãos de imprensa com os quais sempre contou para divulgação do seu trabalho. E encerrou seu discurso citando trechos do Hino de Pernambuco: “Nova Roma de bravos guerreiros/ Pernambuco imortal, imortal”.

Confira fotos da solenidade clicando aqui.

Gerência de Jornalismo (GEJO), 26/10/2017