O programa "Audiência Marcada", da Rádio Jornal, que tem como apresentador o radialista Ednaldo Santos, veiculou na última sexta-feira (11) uma entrevista ao vivo com o presidente do TCE, conselheiro Marcos Loreto.

A entrevista, que contou também com a participação do repórter do Jornal do Commercio, Leonardo Spinelli, abordou assuntos como a integração dos órgãos de controle no combate à corrupção, uma das diretrizes da gestão do presidente. Na ocasião, Loreto enfatizou as parcerias realizadas entre o Tribunal de Contas, a Polícia Civil e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), visando coibir a prática de crimes contra administração pública e que vêm resultando em diversas operações de repercussão no Estado.

O presidente lembrou que uma das principais fontes de consulta e pesquisa da Polícia e do MPPE nesse trabalho de fiscalização tem sido o Portal Tome Conta do TCE, que concentra um importante banco de dados contábeis referente às prefeituras, Câmaras Municipais e aos órgãos públicos estaduais. "Uma das metas da minha gestão é aperfeiçoar o Tome Conta", disse o presidente. "Estamos alimentando o Portal com novos dados, de forma a permitir uma transparência ainda maior e um acompanhamento mais rigoroso dos gastos públicos, não só por parte do Tribunal de Contas, mas de toda a sociedade que tem acesso livre a essas informações", afirmou.

Marcos Loreto enfatizou a importância do controle social no combate à má gestão de recursos públicos. "O cidadão precisa se conscientizar do seu papel de fiscalizador. O TCE precisa desse apoio", disse ele. Um dos canais para recebimento de denúncias e reclamações da sociedade é a Ouvidoria, que atende pelo telefone 0800 081 1027 ou pelo email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Outro ponto abordado durante a entrevista foi o Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM) que será divulgado este ano pelo TCE. O índice pretende aferir a qualidade dos gastos e avaliar as atividades e políticas públicas implementadas nos 184 municípios de Pernambuco. Para isso, é necessário que os gestores informem ao Tribunal seus gastos e investimentos nas áreas de educação, saúde, meio ambiente, entre outras, até o próximo dia 22 deste mês.

Gerência de Jornalismo (GEJO), 14/05/2018