Suporte técnico a sistemas - segunda a sexta - 0800 281 7717 e 081 98225-2906 das 8h às 14h, 081 98494-0031 das 12h ás 18h ou atendimento@tce.pe.gov.br das 8h às 18h.

Ouvidoria - 0800 081 1027- segunda a sexta, das 7h às 13h ou ouvidoria@tce.pe.gov.br

Protocolo - atendimento digital  acesse o site - “Consultar/Protocolar documentos” no campo "PRINCIPAIS SERVIÇOS". Em caso de dúvidas, procurar o suporte técnico a sistemas.

Comunicamos aos advogados que os pedidos de sustentação e participação nas sessões online do TCE devem ser feitos pelo e-mail dp@tce.pe.gov.br, conforme Resolução TC n° 84/20.

Uma auditoria especial, realizada pelo Tribunal de Contas de Pernambuco no município do Cabo de Santo Agostinho, foi destaque nesta segunda-feira (06) no telejornal Bom Dia Brasil, da Rede Globo.

A abertura do processo de fiscalização foi pedido pelo Ministério Público de Contas à relatora das contas do município, conselheira Teresa Duere, após denúncia de pagamento de supersalários na administração municipal por parte do ex-prefeito Vado da Farmácia, no último mês de gestão. De acordo com o depoimento dos denunciantes, em dezembro do ano passado, 53 servidores em cargos de confiança e comissionados do Cabo de Santo Agostinho teriam recebido quantias muito superiores ao teto salarial do funcionalismo municipal. O valor mais alto teria sido atingido pelo ex-secretário executivo de Finanças, Manoel Luiz Bezerra Neto, que chegou a receber R$ 253 mil de uma única vez. O montante total gasto com esses "atrasados" chegaria a R$ 5,8 milhões, segundo a denúncia.

A reportagem veiculada no Bom Dia Brasil mostrou também a situação das ambulâncias do município. Segundo a matéria, o ex-prefeito gastou R$ 2 milhões nos reparos de carros da Secretaria de Saúde, mas até hoje só dois veículos atendem a população.

As denúncias também estão sendo apuradas pelo Ministério Público do Estado. Clique aqui para assistir à reportagem.  

Gerência de Jornalismo (GEJO), 06/03/2017