O Conselho do TCE aprovou nesta quarta-feira (12) um voto de pesar pelo falecimento no último sábado (08) da jornalista pernambucana Graça Araújo, que tinha 62 anos de idade e morreu no Hospital Esperança vítima de um Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico.

A proposição foi da conselheira Teresa Duere, que na ocasião fez um breve histórico da vida da jornalista, que nasceu no município de Itambé, emigrou para São Paulo onde fez seu curso de comunicação e depois retornou à sua terra para trabalhar como radialista, e em seguida, como apresentadora da TV Jornal onde atuou durante 27 anos.

Segundo a conselheira, o programa “Consultório de Graça” que a jornalista apresentava de segunda a sexta na Rádio Jornal, transformou-se numa verdadeira prestação de serviços à comunidade e por isso ela era tão querida pelo povo pernambucano.

Gerência de Jornalismo (GEJO), 12/09/2018