O Tribunal Solidário inovou na ação de Natal deste ano e preparou uma grande surpresa para as crianças e adolescentes da ONG Pequenos Profetas ontem (20). Pela primeira vez, a área externa do estacionamento do TCE se transformou em um verdadeiro parque de diversões com pula-pula, futebol de salão e muito mais.

O coordenador da ONG, Demetrius Demetrio, disse estar muito grato pela iniciativa. "O nome Pequenos Profetas vem de uma denominação criada por Dom Helder Câmara, em homenagem às crianças. No local onde funciona a organização, há o maior telhado eco produtivo de Pernambuco, que chega a beneficiar 400 famílias", revelou. "Este é um momento mágico que vai ficar marcado em nossos corações. Estamos todos muitos felizes e gratos", afirmou ele.

Além dos brinquedos infláveis, teve pipoca, algodão doce, geladinho, doces e salgados para a criançada. Ao final do evento, os servidores que apadrinharam os jovens por meio da Arvore Solidária, entregaram os presentes pessoalmente. "É um grande ganho para nós também. Mais do que a doação de um presente, tivemos a oportunidade de abraçar, tirar fotos e desejar um Feliz Natal a todos", disse o servidor Eduardo Montenegro, do Tribunal Solidário.

Lucas, de 12 anos, ganhou um par de sapatos e roupas e disse ter gostado muito do presente. "Foi uma manhã muito divertida. Gostei muito dos brinquedos. O meu preferido foi o futebol de sabão", comentou. O grupo de crianças e adolescentes também preparou uma surpresa para a ocasião. Entregaram, como lembrança, bonecas Abayomi feitas à mão por eles mesmos. A produção, de origem africana, é considerada um amuleto e um símbolo de resistência.

MAIS AÇÕES - O Tribunal Solidário, que vem atuando há 19 anos em projetos sociais diversos, também fez a entrega de presentes na última terça-feira (18) a partir das doações de servidores para a Árvore Solidária. As crianças do Instituto de Desenvolvimento Sociocultural e Cidadania (Idesc), no bairro de Areias, receberam a equipe com apresentações musicais, pastoril e capoeira.

Gerência de Jornalismo (GEJO), 21/12/2018