O TCE comunica que as sessões de julgamento terão início no dia 21 de janeiro. A partir deste ano, a 1ª Câmara será realizada às terças-feiras e a 2ª, às quintas-feiras, já o Pleno permanece nas quartas-feiras. Todas as sessões acontecerão às 10h no auditório do 1º andar do edf. Nilo Coelho.

Por proposição do presidente Marcos Loreto, o plenário do TCE aprovou, nesta quarta-feira (09), um voto de pesar pela morte do servidor da Inspetoria Regional de Petrolina, Caio César Costa Coelho Caribé, que faleceu no último dia 26 de setembro aos 50 anos de idade, na cidade de Petrolina.

Loreto destacou a vida profissional e a trajetória de Caribé dentro do TCE. “Ele era uma pessoa muito querida e reconhecida dentro do Tribunal. Com diversas contribuições para o órgão”, comentou o conselheiro. 

Caio iniciou as atividades no TCE em 1991. Fez parte da primeira turma de servidores do Núcleo de Engenharia, além de ter integrado a equipe da IRPE desde a sua fundação, em 1993, sendo um dos precursores na fiscalização em transporte escolar como serviço de engenharia, ajudando a criar a metodologia de fiscalização com o auxílio de GPS, atualmente difundida e copiada por vários Tribunais de Contas no Brasil.

O conselheiro Ranilson Ramos se uniu ao voto de pesar, destacando a trajetória de Caribé e as muitas homenagens prestadas a ele após a notícia do falecimento, como a da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina, que batizou a primeira turma do curso de pós-graduação em Gestão Pública de Caio Caribé e a da Câmara Municipal, que vai colocar o nome do servidor na nova ciclovia da cidade. 

O voto de pesar foi endossado pelos demais conselheiros e pela procuradora do Ministério Público de Contas, Germana Laureno.

Ainda na mesma sessão foi aprovado, por proposição do conselheiro Carlos Porto, um voto de pesar pelo falecimento de Célia Viana Lapenda, mãe da procuradora do MPCO, Eliana Lapenda Guerra, que faleceu no último dia 05 de outubro. O voto foi endossado pelo MPCO e aprovado por unanimidade. 

Gerência de Jornalismo (GEJO), 10/10/2019