Em sua sessão do Pleno de ontem (27), o Tribunal de Contas de Pernambuco aprovou dois votos de pesar, um proposto pelo conselheiro Valdecir pascoal, em razão da morte do vereador Carlos Gueiros, ocorrida no último domingo (24), e com proposição do conselheiro Ranilson Ramos pelo falecimento, no último sábado (23), do médico e ex-secretário de Saúde de Pernambuco Gentil Porto.

Carlos Gueiros exercia seu sétimo mandato consecutivo como vereador do Recife. Empresário do setor de transportes e com formação em contabilidade e administração de empresas, o vereador presidiu a Câmara Municipal durante seis anos consecutivos. Em sua proposição o conselheiro Valdecir Pascoal destacou o espírito público e a “conhecimento legislativo” de Carlos Gueiros.

Já o médico Gentil Porto trabalhou desde 1962 na saúde pública, com sólida carreira em Petrolina. Além disso, esteve à frente da Secretaria de Saúde entre março de 2005 e janeiro de 2007, na segunda gestão do ex-governador Jarbas Vasconcelos.  

Gerência de Jornalismo (GEJO), 28/11/2019