O TCE comunica que as sessões de julgamento terão início no dia 21 de janeiro. A partir deste ano, a 1ª Câmara será realizada às terças-feiras e a 2ª, às quintas-feiras, já o Pleno permanece nas quartas-feiras. Todas as sessões acontecerão às 10h no auditório do 1º andar do edf. Nilo Coelho.

Um clima de despedida e homenagens marcou o final da última Sessão do Pleno do Tribunal de Contas em 2019, realizada no dia 16, em caráter extraordinário, quando foram julgadas as contas de 2017 do governador Paulo Câmara.

Após encerrados os julgamentos, a procuradora geral do Ministério Público de Contas, Germana Laureano, pediu a palavra para agradecer à gestão do presidente Marcos Loreto, em especial ao diálogo e respeito frente ao trabalho desenvolvido pelos procuradores da Casa. Ela aproveitou para destacar alguns marcos conquistados ao longo dos últimos dois anos, a exemplo da melhoria na integração entre a instituição e o MPCO.

“A harmonia entre os dois órgãos tem sido uma marca em Pernambuco. Foi na atual gestão, com o apoio do saudoso conselheiro João Carneiro Campos, que o Tribunal incluiu em seu Regimento Interno a competência exclusiva do MPCO no exercício da correição de seus membros. Na atividade-fim foram formadas importantes parcerias e a cultura de divulgação dos relatórios técnicos foi alvo de importantes mudanças na Casa”, acrescentou Germana.

O conselheiro Carlos Neves ressaltou que o presidente Loreto possui uma capacidade humana diferenciada, de homem ponderado que não faz nada de forma apressada, e que soube se cercar de uma equipe de excelência com resultados de qualidade para a gestão.

“Em tempos de extremos e radicalismos, mostrou ser a pessoa certa para liderar a instituição nas situações agudas enfrentadas, principalmente este ano. Na administração do conselheiro Dirceu Rodolfo, cujo perfil anuncia a chegada de novas e edificantes discussões para a Casa, certamente veremos a continuidade de seu trabalho, fortalecendo ainda mais o entendimento jurídico e a imagem da instituição”, enfatizou Neves.

LIDERANÇA - Para o conselheiro Valdecir Pascoal, “Marcos Loreto consolidou uma postura de líder, de bom senso de equilíbrio, respeito e de bom convívio, sua principal característica, que acabou refletida em toda a sua equipe. O papel MPCO, por sua vez, foi também parte responsável no sucesso da gestão, sempre trazendo novidades, com proficiência, contribuindo para a segurança jurídica e o alcance de importantes resultados para a instituição e para a sociedade”, finalizou o próximo diretor da Escola de Contas do TCE.

O vice-presidente Dirceu Rodolfo, escolhido para comandar o Tribunal no biênio 2020-2021, referiu-se a Loreto como um homem aberto ao diálogo e que olha o outro como igual, com uma humanidade que lhe é peculiar.

Ele aproveitou ainda para agradecer a contribuição de todos os presidentes que o antecederam. “Cada um teve uma participação importante para que o TCE seja o que é hoje: um órgão de referência, respeitado, íntegro, imparcial, justo e que serve de exemplo a todo o país”. Ele também enfatizou a profundidade jurídica, a lealdade processual, a afabilidade e o compromisso profissional de Germana Laureano à frente do MPCO, cujo mandato como procuradora geral se encerra no dia 6 de janeiro de 2020.

EXEMPLO - “O grande administrador é aquele que faz os outros fazerem e isso só é possível com a ajuda de uma grande equipe”. Estas foram as palavras da conselheira Teresa Duere para descrever a gestão que se encerra. “Somos um exemplo de Tribunal de Contas e de MPCO que trabalha e produz de forma efetiva, eficiente e correta, graças também à contribuição de Germana”, concluiu.

Ao final, o conselheiro Ranilson Ramos encerrou a sessão acrescentando que cada membro do Conselho e do MPCO possui um papel como referência na sua vida. “Tenho aprendido a respeitar a palavra do contrário, daqueles que sabem mais. Esta foi a maior lição deixada por meu pai, Gregório Ramos, e que levo sempre comigo”.

O Pleno do TCE somente voltará a se reunir a partir do próximo dia 22 de janeiro de 2020.

VISITAS – Encerrando o mandato como presidente do TCE, o conselheiro Marcos Loreto participou de encontros com os servidores da Inspetoria de Garanhuns, Arcoverde, Surubim, Palmares e Bezerros. Durante a visita, ele agradeceu o empenho e a colaboração dos servidores durante sua gestão. O presidente lembrou a importância da atuação das inspetorias no interior como forma de representar a instituição nos municípios e também de aproximá-la da sociedade.

Gerência de Jornalismo (GEJO), 20/12/2019