O presidente do TCE, conselheiro Carlos Porto, fez uma visita protocolar aos três principais jornais do Recife - Folha de Pernambuco, Jornal do Comércio e Diário de Pernambuco - objetivando estreitar as relações do órgão com a imprensa pernambucana.

A primeira visita, na última quinta-feira (14), pela manhã, foi à Folha de Pernambuco, onde o conselheiro foi recebido pela editora geral Patrícia Raposo e o diretor administrativo-financeiro Paulo Pugliesi. Em conversa com os dois representantes do jornal, o presidente do TCE expôs, em linhas gerais, quais serão suas prioridades à frente da instituição no biênio 2016-2017, especialmente em relação aos municípios. "O Tribunal deverá ter um olhar diferenciado em relação às contas municipais dos dois últimos dois anos, especialmente devido à queda da receita e o ao aumento da despesa (reajuste do salário mínimo e do piso nacional dos professores), mas levando em consideração o “histórico” das prefeituras, isto é, o esforço feito por cada uma delas no sentido de se ajustar à Lei de Responsabilidade Fiscal e de cumprir as exigências constitucionais em relação a gastos em saúde e educação", disse ele.

À tarde, em visita ao Jornal do Comércio, ele foi recebido pelo diretor Eduardo Lemos e o editor-geral Laurindo Ferreira. Na ocasião, Carlos Porto ressaltou a importância de fortalecer o portal “Tome Conta”, lançado pelo TCE em outubro passado, para que a população possa acompanhar e fiscalizar a aplicação do dinheiro público por parte dos gestores. O presidente demonstrou preocupação com o cenário de crise no Brasil e as promessas eleitorais previstas para este ano. "O ano de 2016 será um bom ano para os candidatos aventureiros, que vão chegar e prometer tudo. Aqueles que entram na disputa política com um pouco de responsabilidade já começam perdendo, pois terá gente prometendo mundos e fundos", comentou.

Nesta sexta-feira (15), Carlos Porto esteve na redação do Diário de Pernambuco onde foi recebido pelos diretores Guilherme Machado e Maurício Rands. Ele falou sobre a implantação do processo eletrônico no TCE, pelo qual todas as prestações de contas do Governo do Estado e dos 184 municípios pernambucanos terão que ser enviadas pela internet, frisando que isso representará economia de tempo e também de papel. Salientou também a importância da Escola de Contas e das Inspetorias Regionais para, respectivamente, capacitar os gestores públicos e aproximar o Tribunal dos seus jurisdicionados.

No final da manhã, o presidente participou de um debate sobre finanças públicas na Rádio Jornal com o deputado federal Mendonça Filho e o tributarista Antonio Elmo de Queiroz.

Confira a entrevista na Rádio Jornal clicando aqui. 


Gerência de Jornalismo (GEJO), 15/01/2016