Suporte técnico a sistemas - segunda a sexta - 0800 281 7717 ou atendimento@tce.pe.gov.brdas 8h às 17h.

Ouvidoria - 0800 081 1027- segunda a sexta, das 7h às 13h ou ouvidoria@tce.pe.gov.br

 

O atendimento no setor de protocolo do TCE deverá ser feito por meio digital na opção "Consultar/Protocolar documentos". Dúvidas pelo telefone 0800 281 7717 ou pelo email atendimento@tce.pe.gov.br.

Informamos que a sala dos advogados no TCE encontra-se desativada em função de obras para reforma. A previsão de retorno é julho/2023. 


O Pleno do Tribunal de Contas aprovou, por unanimidade, um voto de pesar pelo falecimento da desembargadora Helena Caúla Reis, aos 81 anos, no domingo (23). O voto foi proposto, em nome de todo o Conselho, pelo conselheiro Valdecir Pascoal.


O conselheiro fez um breve resumo da trajetória, pioneira, de Helena Caúla, que foi a primeira desembargadora do TJ-PE, além da primeira procuradora de Justiça do Ministério Público de Pernambuco; primeira Perita Criminal do Estado; primeira diretora Pro Tempore da Faculdade de Direito de Recife e primeira diretora do Instituto de Criminalística, além de professora por 35 anos, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) nas áreas de Direito, Odontologia e Farmácia.

“Fica o reconhecimento do Tribunal de Contas ao legado e pioneirismo desta mulher que por onde passou fez a diferença”, comentou o conselheiro.

O conselheiro Carlos Neves destacou a ética jurídica, respeito ao próximo e o nível de formação humanista “diferenciado” da desembargadora. “A memória de Helena transborda do seio familiar para a história da UFPE, do TJ e deste Estado de Pernambuco”, disse.

A sessão do Pleno foi presidida pela conselheira Teresa Duere, em substituição ao conselheiro Ranilson Ramos. A conselheira já havia emitido, na segunda-feira (24), uma nota de pesar do TCE pelo falecimento da desembargadora.

Gerência de Jornalismo (GEJO), 28/01/2022